Por favor parem de cantar esta treta

Estou farto de ver qualquer directo das festas do FC Porto (continuem a ler, se pararem por aqui parece mal) e assistir ao espectáculo degradante de alguns adeptos do meu clube a gritarem cânticos anti-Benfica quando o Benfica não tem absolutamente nada a ver com o que se está a celebrar.

É uma atitude desprestigiante e devia desaparecer. Não consigo compreender o que é que leva as pessoas a festejar nas ruas como forma de júbilo por mais uma vitória do seu clube…e desatam ao insulto a outro clube. Ganhámos ao Braga na final da Europa League? Insulta-se o Benfica. Desfazemos o Guimarães na final da Taça? Insulta-se o Benfica. Acabamos de triunfar num campeonato épico, sem derrotas e apenas com seis pontos perdidos? Insulta-se o Benfica. Não percebo e continuarei a não perceber o porquê de dar mais valor ao enxovalho do adversário em vez de rejubilar na nossa própria vitória. Já me fartei de reclamar com muita gente que começa com essa treta no Dragão e só não o faço com mais veemência porque não gosto de ser paternalista e, em sequência, apanhar um bufardo nas trombas de qualquer anormal que, discordando da minha opinião, se lembre que um punho é mais fácil que boa retórica para ganhar uma discussão.

A única situação em que admito ouvir esse cântico (e junto-me, dependendo do estado de alma da altura) é em jogos contra o Benfica ou nos festejos depois de ganhar ao Benfica. Tirando isso, não contem comigo.

54 comentários

  1. Também não percebo o porque desses cânticos, e estão cada vez mais entranhados nos nossos adeptos. Penso que no estádio já são muitas vezes assobiados, pena é mesmo quando aparece um jornalista na avenida dos aliados, e mal se acende o foco, começam os cânticos.

    Deixo aqui um para substituir esse ensinado por uma criança de sete anos:

    “SLB, SLB, glorioso… não sei de quê, porque o maior é o FÊCêPê”

    abraços a todos os portistas

    1. Grande genio esse miudo! alias, para alem do insulto facil ser arma dos cobardes, esse cantico para alem da ironia, tem “muita piada” (como diria o coach la do galinheiro).

      Tenho como testemunha a companheira la de casa, que mal começo a ouvir essas bacoiradas do povo na tv(que até me envergonha)faço mute. Custa-me mas faço, tenho um puto de três anos que não precisa para já de saber estas merdas, nem eu me quero dar ao trabalho de lhe explicar…

      Passem a palavra, assubiem, cantem por cima deles, ignorem-nos… mas sejamos superiores! alias temos sido desportivamente muito superiores!

      Parabens à equipa, e looking forward to next season!

    2. Resposta para o Carlos Zorrinho:
      Oh filho, portistas de sofa sao aqueles q so sabem esse cantico basico..

      Os verdadeiros sabem outros canticos que provavelmente nao sabes e por isso tu e outros nao cantam

      Respeito, Porto sempre!

  2. É bem dito, nota-se que és um moço inteligênte .. mas a maioria gosta e os que dizem aqui que concordam ctg consegem ainda assim ser parvos, tal como o Sr. A (provavelmente alguém com um grande défice mental) que certamente gosta que tratem mal a sua mãe, mas quem ofende a minha só recebe de mim pena de nunca saber o que é ser uma pessoa educada e inteligente.

    Beijocas, Ana

  3. por mim eu acabava desde já essa cantoria, mas lembrem-se q:

    eles inventam coisas sobre o FCP
    desejam-nos mal todos os dias!
    tratam-nos abaixo de cão
    faltam-nos ao respeito constantemente

    1. Ora nem mais,

      Eu por norma também não vou muito com o cântico, mas honestamente estou-me a cagar e enquanto esta direcção do slb por lá andar, acho que é para continuar a amassar esses senhores.

      O cântico não é para os adeptos do SLB é para os seu dirigentes e paineleiros, e jornalistas avençados. É para essa malta que inventa tudo e mais alguma coisa sobre o nosso clube, portanto, apesar dos jovens adeptos portistas (que são cada vez mais), é continuar a amassar esses senhores.

      Quem quer canta, quem não quer não canta. Também concordo que o deveriamos fazer preferencialmente quando jogamos contra os milhafres, mas quem nos tem tratado tão mal, perseguito, e movido montanhas para nos sujar, merece estes insultos….

      Estive na final da taça de portugal, e no fim do jogo, quando vi o Sapunaru iniciar esse cântico, percebi algo que provavelmente nos tem escapado. O que o romeno tem passado na luz, só ele o pode explicar, mas ao ver a forma como ele cantou, percebo o que lhe vai no espírito….

      Siga para bingo, o cantico passará à história, e outro virá, mas no contexto actual entendo-o…

  4. Para falar sinceramente, quando estou em festa nem me lembro dos que nos podem ter feito mal, ou são por natureza infelizes com as suas escolhas! Acho até um pouco anormal falar tanto no clube das galinhas… – Como é evidente há sempre nomes a dar para esconder a verdade -uns chamam-lhe demagogia, outros que são contas antigas; no final todos sabem que são cânticos idiotas, bem infantis, e completamente desnecessários!…
    Mas siga a rusga!
    Também não será por isso que o gato irá aos filhós…

    (Já que falámos de coisas excessivas, gostaria de referir aquela transmissão directa em todos os canais do cortejo desde o aeroporto… havia necessidade?… mau jornalismo. São todos umas Maria-vai-com-as-outras, e é para o lado que o vento sopra…muito triste.)

  5. Concordo com a que diz:
    eles inventam coisas sobre o FCP
    desejam-nos mal todos os dias!
    tratam-nos abaixo de cão
    faltam-nos ao respeito constantemente

    E por isso acho que não se deve deixar de cantar essa musiqueta mas… concordo com o post que diz que quando ganhamos contra outras equipas e em finais de competições importantes não se deve “chamar para a festa” quem deve ser desprezado nessas alturas, e para reforçar esta ideia lembro a letra da música mais ouvida em estádios de todo mundo quando ganham finais de grandes competições. Queen – We Are The Champions:
    “…no time for losers cause we are the Champions…”

    E por falar em música.

    PS: O Miguel que comentou ontem no meu blog é do porta19 ou é do TOMO I?
    Se o Miguel do TOMO I estiver a ler isto gostava de lhe fazer uma perguntinha. PORQUE É QUE EU ESTOU MARCADO COMO SPAMMER NO SEU BLOG?
    Não é que me faça muito transtorno estar “barrado” mas é chato escrever um comentário(no caso já foram 2 ou 3) e no final aparecer um aviso que o autor do blog me marcou como spammer e o comentário irá ficar suspenso até ordem contrária do dono do blog. Argh.
    Desculpem lá ter gritado mas há coisas que enervam… um bocadinho.

    1. @ Nelson

      estou a saber agora essa situação. desconhecia-a em absoluto.

      eu não marco ninguém como spammer no Tomo I – nem o «glorioso» adepto que por lá gravita -, mas sei que já colocaste um comentário no meu estaminé.
      verei o que se passa, ok?

      desde já, as minhas desculpas pelos transtornos causados.

      abraço

  6. enquanto existir uma campanha de difamação e denegrir continuo do nosso clube eu vou cantar isso. Outro mito é o de que só se canta isso. Tretas. Eu estou lá e a cada 10-15 canticos lá vem esse.
    Quanto ao paternalismo: esqueça lá isso. Cada um canta o que quer e nem você nem ninguem tem que se meter. Eu se me mandarem calar só pq sim sou menino pra responder de forma acintosa.

    1. não tenho que me meter mas quero dar a minha opinião. é para isso que este blog existe. e se dependesse de mim nunca te mandaria calar só porque sim. dava razões e se fosse possível conversávamos com educação, como gosto.

  7. Os pipoqueiros não cantam para apoiar a equipa quanto mais para calar os adeptos que cantam isso. A pessoa mais fanática que eu conheço quando se trata do 5LB chama-se Pinto da Costa.

    Vão lá dizer isso a ele. Quem não se dá ao respeito nao merece ser respeitado. Desde que nao cantem isso de forma exagerada não vejo problema nenhum.

  8. piores que os adeptos são alguns jogadores tipo Sapunaru e CR que só cantam essa musica. Não sabem outra. O CR canta isso para cair nas boas graças dos adeptos. Passa de over paid a herói. lol.

  9. @ Jorge

    já strong>somos dois :)

    e obrigado! pela “força” no passa-a-palavra da mensagem :)

    ps: como se vê, é uma temática controversa

    «este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

    saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

    Miguel | Tomo I

  10. Claro que pessoas bem formadas não gostam de ver e de ouvir certas coisas, mas isto não pode ser analisado a jusante, devem ser encontradas as razões porque os insultos acontecem e não é apenas coisa de gente miúda… Não canto essas coisas, até já cheguei a criticar, mas depois do que aconteceu no Verão de 2008 e que acontece todos os dias, nunca mais levantarei a voz contra quem canta.
    Insultam-nos, provocam-nos, achincalham-nos, vamos dar a outra face só para sermos politicamente correctos e ficarmos bem na foto?

    Reine, concordo que foi um exagero, mas se fazem a uns têm de fazer aos outros, principalmente aquele que mais merece destaque, ou não deve ser assim?

    Um abraço

    1. é verdade que somos enxovalhados, não contesto. mas não vejo em que é que este permanente insulto fora do sítio vai ajudar a melhorar a nossa imagem e posição. vencê-los dentro do campo não chega, devíamos fazer com que fora dele também sejamos melhores. está ao nosso alcance e não é desta maneira que lá vamos chegar. talvez seja utópico pensar assim, mas não custa nada apelar ao bom senso…

  11. Depois desta noticia fico à espera que amanhã a capa do pasquim correio da manha(sem til) traga na capa: Pinto da Costa e Reinaldo Teles vistos num jantar com membros do departamento que gere as bases de dados da FIFA num restaurante da zona do Porto.

  12. Se calhar, foi também pela vontade que o grupo de trabalho tem em cantar essa música que esta época correu da forma correu. Porque ninguém os obriga.

    Esta de desvalorizar o benfica do que ele realmente é, tira-me do sério.

    1. é possível, mas não pela música. nunca pela merda da música! se usam o sentimento de revolta para serem mais fortes, ainda bem, nada contra…mas há que saber parar.

  13. Talvez seja um bocado ingénuo, mas acho uma polémica estéril.Eu não canto mas não me incomoda que cantem.Só relembrar que somos tratados abaixo de cão por essa gente e não somos propriamente Cristo para dar a outra face.
    Presunção e água benta,cada um toma a que quer.
    Saudações Portistas.

    1. verdade, dentro do género. se um blog serve para alguma coisa é para manifestar uma opinião pessoal, e esta é só mais uma. se ao Luís não incomoda que cantem, a mim chateia-me, sinceramente…

  14. Adeptos de cinema!!! pipocas??? assobios??? é o que mts sabem fazer !!!!! agora apoiar na hora da verdade , n escuto nada!!! só sabem assobiar a equipa e aos SD quando cantam a musica dos filhos da puta… E vos garanto que ñ são mais Portistas do que eu!!!!! Mas respeito as opiniões de todos vós..

    1. ei, calma, as coisas não são mutuamente exclusivas. eu não me considero propriamente um pipoqueiro, vou ao Dragão desde o início e às Antas desde 1991. aliás, se leres alguns dos textos aqui no blog, sou dos primeiros a criticar esse tipo de adepto de ocasião. então assobiar a equipa é que nunca, mais uma vez com provas escritas por aqui. agora neste tipo de situações, em que só prejudicamos a nossa imagem, não concordo. respeito a tua opinião mas cuidado com as generalizações :)

  15. Concordo que não se deve dar importância a outras instituições, a dizer mal, quando nós vencemos.
    Em 1º lugar fico incomodado com essa cantoria.
    Em 2º lugar é feio, porque usam-se termos menos próprios
    Em 3º lugar porque os jornalistas e a Comunicação em geral tentam conotar o FC Porto com gente sem educação etc etc.

    Devemos de pensar e dar mais importância a nós próprios, às nossas vitórias e conquistas. Afinal somos o clube com mais troféus a nível nacional, temos mais títulos internacionais que todos os restantes clubes portugueses juntos.
    Isto sim é um grande tónico.
    Força FCP

  16. Não podia estar mais de acordo!
    Apesar de portista e portuense, vivo em Lisboa há mais de 20 anos e uma coisa vos garanto: eles não se ofendem. Ficam contentes pq há muitos adeptos do Porto (eles julgam que todos) que em vez de puxarem pela equipa ou exultarem na hora da vitória, é só no 5lb q pensam… Cada vez que o fazem só lhes dão importância, o que é lamentável. Qd começam a cantar isso (e o jogo não é contra eles, obviamente) costumo perguntar: “SLB? O que é isso SLB? Isso é de comer?”

  17. Muito bem Porta19!

    Não poderia concordar mais contigo e nem acredito que haja o que quer que seja a acrescentar ao que disseste. Mais Porto menos benfica nas nossas grandes festas!

  18. este post tem um mérito. Mostrar os portistas de sofá!
    Se andassem lá fora, dedicavam-se a outros temas. Mas acho que aqui a “porta”, se abre para outros voos…

    1. acho que vale sempre a pena, Vila Pouca! mas compreende de certeza que há dias mais ocupados em que não dá para ser tão célere como gostaria…por vezes é difícil quando não se está à frente do computador ou do telemóvel…

  19. Caro Jorge, antes de mais os meus sinceros parabéns (a si e todos os portistas visitantes do blog) por uma época fantástica, quanto a mim sem paralelo na história do clube (para mim suplanta as de Mourinho). O meu sentido desejo enquanto benfiquista é que vendam muitos e bons neste defeso!

    Quanto ao tópico em questão, é quanto e mim preciso notar que este é um comportamento que surge de dentro para fora. Perceber quem comecou esta guerra entre Benfica e Porto será um problema de galinha ou ovo, mas o que é facto é que durante muitos e bons Pinto da Costa fez do anti-benfiquismo um estandarte do clube, e fez dele um dos pilares motrizes essenciais do FCP. Agora que o clube está num patamar mais maduro isso já não se faz notar (tanto), mas foram anos e anos de constantes guerrilha, desde as famosas tiradas sarcásticas (“fina ironia”, chamavam-lhe) até ao quase constante desvio de jogadores da Luz para as Antas (uns bons, outros só para chatear). Ainda hoje, quando um jogador que se falou para o Benfica acaba no FCP, as primeiras palavras são para a) enaltecer o FCP e b) diminuir o SLB (algumas vezes não por esta ordem). Este cântico, que a propósito tive que ouvir quando acompanhei amigos portistas nas comemoracões de Sevilha e Gelsenkirchen, é um produto secundário dessa estratégia que agora está (talvez irreversivelmente) arreigado em grande parte da massa adepta do seu clube, como se pode ver pelos comentários a este post.

    A minha maior revolta advém aliás do facto de ver no meu clube um vendedor de banha da cobra tentar (e para já a conseguir) implementar a mesma mentalidade, com uma estratégia de comunicacão miserável (BenficaTV é a antítese do que deveria ser, por exemplo), e sem capacidade de verdadeira dinamizacão das bases do clube. Este populismo e esta erosão da base popular do clube com discursos megalómanos estão de resto a fazer pior ao Benfica do que Pinto da Costa alguma vez conseguiu…

    1. obrigado, Jota e parabéns pela análise fria e objectiva. é verdade que a política foi, é e será sempre essa, porque foi a forma escolhida desde os anos 80 de tentar subir e evoluir como grande clube que sempre fomos. a minha questão prende-se com a aplicação cega dessa política em todas as ocasiões e não apenas nos jogos contra o Benfica, como é lógico.
      concordo contigo quando dizes que a mesma filosofia está a ser aplicada no Benfica sem êxito. goste-se ou não, só há um Pinto da Costa…e é nosso!!! :)

      um abraço,
      Jorge

    2. @ Jota

      o Jorge já o disse, mas eu reafirmo: Parabéns! pela tua análise fria e objectiva a uma temática que a mim também me é cara.
      assim vale a pena falar sobre Futebol.

      abraço

  20. Concordo…
    O cantico so deveria ser usado nos jogos contra o Benfica, ou no minimo muito esporadicamente em momentos menos importantes dos jogos e sobretudo dos festejos.
    O Benfica e a nossa “nemesis” e cada vitoria nossa e uma facada na sua “gloria” e o cantico celebra isso. No entanto ao cantar isso tambem estamos a admitir a sua presenca constante nos nossos pensamentos, e estamos a trazer o Benfica para o estadio e nao me agradou de todo ter ouvido o Benfica em Dublin aonde nao conquistou o direito de estar.
    E verdade que o cantico fica no ouvido e por vezes dou comigo a cantarola-lo.

    1. lá está…ainda hoje discutia essa mesma temática ao almoço e apesar das opiniões se dividirem entre a questão semântica e de timing, a base é sempre a mesma…

    1. ui, meu amigo…nem precisei de ler um décimo dos comentários para perceber do que falavas. quantos artigos queres com exactamente os mesmos comentários provenientes de qualquer clube em qualquer região?
      e já agora, o que raio é que tu estás a fazer a ler comentários em jornais foleiros quando podes ler posts de altíssima qualidade aqui no burgo? isso é que era! :)

    2. «Vocês vivem de facto no planeta FCP e são os únicos habitantes»

      esse comentário era desnecessário – já para não mencionar o seu “tom” (algo) arrogante -, sabendo-se que a “fonte” é a caixa de comentários de um jornal, ainda por cima desportivo. por exemplo, eu deixei de comentar no JN por comentários bem piores do que os publicitados nesse pasquim…

      1. A questão é: os comentários não representam uma parte dos adeptos? Eu também tenho vontade de não comentar em certos sites porque não me agradam. O problema é que qualquer dia não há onde comentar com outros adeptos!
        Eu já li comentários neste mesmo site que me levariam sem dúvida a confrontar o comentador com umas palavras desagradáveis. E arrogância? Basta ler alguns só deste post! A questão é mesmo essa: rivalidade é uma coisa, falta de respeito é outra. E sinceramente, tenho dificuldade em perceber como o Porto e Benfica são rivais com tão pouco respeito que têm um pelo outro. Acho que a própria palavra rivalidade implica de certa forma respeito. Digo eu…

  21. Concordo integralmente com o post.
    Devemos estar no desporto pela positiva, louvando os nossos, não pela negativa insultando os outros.
    O argumento: “fazemos isso porque eles nos insultam, maltratam, etc.” não colhe. Nós com esse cântico deplorável damos-lhes argumentos para o continuarem a fazer.
    Finalmente, se queremos ser diferentes temos que o demonstrar com a as nossas atitudes, não com as nossas palavras.
    Parabéns pelo excelente blogue.
    Continua (em).

Deixar uma resposta