Os putos

Estes foram os jogadores que figuraram em quatro jogos aleatórios entre FC Porto e Vitória de Guimarães. As épocas escolhidas: a primeira de Oliveira, a última de Mourinho, a última vitoriosa de Jesualdo e a primeira de Vítor Pereira.

Para lá das vitórias nos quatro jogos que são sempre um consolo para a alma, saltam à vista as médias de idade dos onze titulares e dos suplentes. É notório o acréscimo da juventude do plantel e mesmo que não tenha feito parte desta equipa um dos essenciais – Hulk – a sua adição ao onze no lugar de Kleber faria com que a subida na média fosse negligenciável (0.2 anos) mantendo-se abaixo dos 23. Se olharmos para os números excluindo os guarda-redes, vemos que a média é habitualmente ainda mais baixa.

A experiência é importante a este nível e alguma da ineficácia e inconstância exibicional até pode ser atribuída a uma menor tranquilidade em pontos-chave de uma partida ou nervosismo pela presença de tanta juventude em campo. É verdade também que uma boa parte desta miudagem não será propriamente novata neste tipo de andanças, porque se até James e Iturbe estiveram já em competições internacionais em clubes e selecções, muitos dos outros nomes são recorrentemente convocados para as suas selecções e já representaram diversas equipas na Champions e na Liga Europa. A junção de todos os nomes numa só folha de jogo é que pode de facto provocar alguma instabilidade no tradicional fluxo mental e moral de um jogo de futebol.

O presente pode precisar de algum trabalho, mas não pode haver dúvidas que o futuro já está a ser preparado há muito tempo.

8 comentários

  1. 22-23 de média parece as minhas equipas no FM :x
    No pc dá para ganhar champions, mas… Não sei se não era melhor ter mais alguma experiência competitiva e, sobretudo, de casa.

  2. É sempre interessante ver como os números podem desafiar as maiores crenças entre os adeptos; neste caso seria a de não dar oportunidade aos jovens… hahaha. coitado do VP, se lê os blogues e os comentários deve ficar com os cabelos em pé…imagino o homem: “ó pá, outra vez esta do iturbe? então estes gajos não vêm que só tenho crianças em campo – meto mais um, e parece um infantário!”…
    Também dá para vermos quanto injusto somos, por vezes. O Fernando quando começou tinha 21 aninhos!… (Sou do tempo em que a maioridade se atingia aos 21…)

    quanto ao futuro, está sempre a ser preparado desde ontem… somos porto!

  3. A média é fenomenal. E, com jeitinho, o Danilo e o Mangala são titulares a curto prazo. Há dias pus-me a pensar: eu cresci com um FCP de F.Couto, Baía, Paulinho Santos, J. Costa, Secretário, Domingos, Rui Barros, S. Conceição, etc…com certeza lembram-se de muitos mais…Honestamente, espero que o projecto Dragon Force dê frutos e que não seja só mais uma forma de angariar receita. A especulação retira identidade ao desporto. Eu sei que uma média de idade tão baixa tem que provir muito do estrangeiro para se ter uma equipa competente. Mas quero ver alguns portistas a jogar sem ter que recorrer às modalidades. :P

  4. A questão é que só conseguimos jogadores desta categoria nestas idades, pois quando chegam ao ponto de rebuçado ala que se faz tarde.

    Imaginem se não tivessemos vendido Pepe, Bosingwa, Carvalho, Deco, Anderson, Quaresma, Lucho, Lisandro, Falcão, Bruno Alves, Meireles etc, não estariamos todos os anos a lutar pela champions?
    O dinhero não é tudo.

  5. Helton
    Alvaro Pereira
    Pepe
    Bruno Alves
    Bosingwa
    Fernando
    Meireles
    Moutinho
    Hulk
    Lisandro
    Falcão

    Banco
    Bracali
    Danilo
    Carvalho
    Anderson
    James
    Lucho
    Quaresma
    Deco
    etc

Deixar uma resposta