Ouve lá ó Mister – Benfica


Amigo Vítor,

Ah, carago, lá voltamos nós às trincheiras em frente ao Colombo! E parece que o jogo que lá fizemos para o campeonato já foi há tanto tempo, rapaz, sinceramente, com tudo que já se passou desde então, do empate em casa com a Académica à vitória na Madeira, a água que correu debaixo dessa ponte já dava para encher duas albufeiras do Alqueva e ainda sobrava para remendar a seca. Enfim, vamos lá outra vez e isso é que importa.

Já deves ter lido que estou ambíguo quanto a esta partida em particular. Eu sei que é contra o Benfica, sei-o perfeitamente. Tenho noção plena que o jogo é daqueles que dá para andar semanas a falar do mesmo, ganhemos ou percamos, e não vale a pena iludir as massas ao dizer que “a competição é diferente e não nos interessa tanto como o campeonato”. É treta, porque se o jogo fosse contra o Rio Ave e tivéssemos quinze pontos de avanço na Liga, estávamos agora cheios de moral e prontinhos para degolar os infames borregos que se pusessem à nossa frente. Mas não temos e por isso estamos com medo.

Eu estou, pelo menos. Estou com medo de entrar com seis pernas no meio-campo e sair de lá com 4 ou 5, no máximo. Estou com algum cagaço de apresentar o melhor onze possível e vê-los a cambalear atrás da bola. Eu sou um medricas, pá, sou sempre um medricas. E da maneira que vi a equipa na Choupana durante aquela segunda parte…homem, não os vejo com força física para aguentar um jogo destes. E a força anímica…eu não vejo.

Mas por isso é que não sou eu o treinador do FC Porto, és tu. E tu é que tens de meter na cabeça daqueles murcões que a bola é redonda e que enquanto há vida há esperança e qualquer outro cliché popular que te lembrares. Tenta arranjar um para os brasileiros e outro para os hispânicos, só para passares bem a mensagem. Ao Janko diz só: “Arbeit macht frei, der beste Torschütze sein”. É agressivo mas ele entende, vais ver. Se é para entrar para ganhar, então vamos entrar para ganhar. A sério, sem brincadeiras. Se querias brincar tinhas levado os juniores, por isso se levas os bons é porque estás convencido que tens massa crítica para ganhar o jogo. A decisão foi tua e respeito-a. Agora mostra-me que tiveste razão. Mostra a todos que tens razão.

Sou quem sabes,
Jorge

 

APOSTAS PARA HOJE NA DHOZE:

3 comentários

  1. Bom dia,

    Para esta meia final da taça da liga, espera-se um Porto sério e com vontade de vencer.
    Por muito pouco que este troféu represente, uma equipa como o FC Porto entra sempre em qualquer competição para a vencer.

    Espero portanto uma vitória que nos permita alcançar a final.

    São esperados muitos adeptos do FC Porto no apoio à equipa, e que merecem o empenho dos atletas.

    Abraço e boa semana

    Paulo

Deixar uma resposta