Mais uma voltinha

E mais uma vez, o site volta a atirar uma para canto:

clicar para ampliar, se ainda não perceberam o erro

No meu emprego, se o meu trabalho resultasse na quantidade de parvoíces que o nosso site vai acumulando pelo trabalho horrível da empresa que o gere, já estava a trabalhar no Porta19 a tempo inteiro. Que remédio.

PS: não quero saber. vou continuar a bater no site porque há-de haver uma altura em que apeteça entrar pelos escritórios dentro e dizer: “Mas que raio é que vocês acham que andam a fazer? Esta merda é uma brincadeira? Badges? We don’t need no stinkin’ badges!!!”. E rasgam-se os contratos por ineficiência crónica.

Equipa B de inBisível

Mais um ano vai arrancando às pinguinhas, com as tradicionais chegadas ao aeroporto, as intensas coberturas mediáticas e o fortíssimo ênfase nas contratações bombásticas. Quando as há, claro. E numa época em que vamos ter o regresso da equipa B…o nosso site oficial avança com informações completas e detalhadas acerca dos jogadores, da agenda, analisando ao pormenor todas as nuances tácticas e organizacionais do que vamos ter naquela que é uma das esperanças da pós-formação dos novos valores que podem fazer a transição, pontual ou definitiva, para o plantel que concorre nas competições que nos deixam nervosos como um bêbado à porta de um casamento com bar aberto. Reparem nas entrevistas aos jogadores, no enfoque dado às contratações, aos jovens ex-sub-19 que passam para o patamar logo abaixo da equipa principal, ao calendário dos jog…

Desisto, completem vocês a história. A equipa começou a trabalhar na segunda-feira e hoje, quarta-feira, eis o nosso site:

Nem. Uma. Palavra.

Nós, os sócios, merecemos mais. Os jogadores daquela equipa, esses merecem muito mais.

É tão difícil ser útil aos adeptos, não é?

Volto ao site oficial. É natural ver em sites de outros clubes europeus algumas indicações para que os adeptos possam viajar para apoiar a equipa nas deslocações a campos adversários. Uma espécie de curto guia turístico do local, com informações de condições para a viagem, estadia e sobre a cidade e a região onde o estádio se localiza.

Numa deslocação à Madeira que tem um misto de excelente comida, belos cenários naturais, boa gente e uma vibrante vida nocturna, seria natural que os adeptos portistas recebessem informação do seu clube acerca da deslocação para fora do Continente por forma a acompanharem a sua equipa e ao mesmo tempo aproveitar o que de melhor há para gozar na ilha.

Qualquer coisa que demora dez minutos a fazer, como uma rápida busca por voos:

 

…talvez explorar duas das agências low-cost que viajam regularmente para o Funchal…

…quiçá apresentar oportunidades para uma curta mas agradável estadia…

 

Mas a opção escolhida pelos nossos rapazes que gerem o site é bem mais agradável, ainda por cima com o Swiffer (PUB) no topo:

É o que temos. Porreiro, não é?

É feio. É rasca. Compensa?

 

De cada vez que abro a página oficial do FC Porto tenho uma nova surpresa. Nada de novidades sobre jogadores emprestados, notícias sobre deslocações das equipas de qualquer das nossas modalidades e informações acerca dos recintos adversários, nem penso sequer em ver informação detalhada sobre as estatísticas oficiais de cada jogador ou pelo menos uma fotografia para os miúdos dos planteis de formação de futebol. Isso seria sonhar a um nível tão longínquo como um qualquer quasar.

A surpresa que me apanha sempre desprevenido é a publicidade. Este é um excelente exemplo da forma como quem gere a comunicação não quer saber da imagem que o clube passa para fora e se submete aos interesses de qualquer contrato publicitário que eventualmente acabam por colocar a nossa página nesta amálgama de cores, publicidade de gosto duvidoso e completamente fora do âmbito das nossas parcerias comerciais. Estas publicidades, para lá do aspecto de pelintra que dá ao nosso site, ao nível de um qualquer blog que espeta com anúncios da Google ou do Sapo ou parcerias com casas de apostas (como é o meu caso…já lá foram?), são mais um ridículo passo atrás no principal objectivo que deve ter a morada do clube na internet: ser a fonte principal de informação e de divulgação da marca, história e actualidade sobre o clube.

Se temos parceiros comerciais como a Nike, a Unicer ou o Grupo Amorim, até compreenderia que lá aparecessem banners a mencionar alguns dos produtos que essas marcas comercializam, independentemente do bom gosto do anúncio que depende de quem estiver a ver. Aliás, esta é uma prática comum por esse mundo fora e basta darem um salto a outros sites oficiais de clubes europeus que ficam logo a perceber o que estou a dizer. Mas associar o clube a outras marcas, que para além do destaque cromático – que fere a vista de tal maneira que pensei que tivesse entrado no site do Paços de Ferreira por engano – não têm nenhuma relação com o FC Porto, parece-me errado. Em dois dias que abri o site surgiram-me referências à Pixmania…e à Swiffer. A não ser que seja uma forma de nos rirmos de nós próprios pelos atrasos na construção do museu, não acho piada.

Por isso, quanto à pergunta do título deste post, não sei responder. Mas posso afirmar com toda a certeza que as primeiras duas frases são verdadeiras.